sábado, 28 de janeiro de 2017

Policial militar é assassinado ao reagir a assalto em padaria de Fortaleza

Saldado da PM foi morto ao tentar evitar um assalto no Bairro Henrique Jorge, em Fortaleza. Equipes da PM fazem buscas no local. (Foto: Michel Victor/G1 Ceará)

Soldado da Polícia Militar foi atingido na cabeça e morreu no local.
Polícia Militar faz buscas na região para tentar prender o criminoso.

Um soldado da Polícia Militar foi assassinado na noite desta sexta-feira (27) no Bairro Henrique Jorge, em Fortaleza. Segundo a polícia, a vítima tentou evitar um assalto a uma padaria e acabou sendo atingido na cabeça. A diretora da divisão de homicídios confirmou que três homens estão envolvidos na morte do PM.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou o assassinato do soldado Arlindo da Silva Vieira, de 32 anos. Conforme a pasta, o agente de segurança estava de folga quando tentou reagir ao assalto e foi morto. A diretora da divisão de homicídios, Socorro Portela, confirmou que três homens estão envolvidos na morte do PM.

O Secretário de Segurança, delegado André Costa, o comandante-geral da polícia, coronel Viana, e o secretário adjunto Alexandre Alves estiveram presentes no local. Eles informaram que fariam uma operação para capturar o suspeito, mas não deram entrevista sobre o caso.
Equipes do Comando Tático Motorizado (Cotam), Ronda do Quarteirão e Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) da Polícia Militar foram direcionadas ao local do assassinato e fazem buscas para tentar prender suspeito do crime. Até o momento, porém, ninguém foi preso.

O soldado Arlindo Vieira trabalhou nas últimas eleições municipais para o candidato a prefeito de Fortaleza Capitão Wagner (PR). De férias em Washington, nos Estados Unidos, o deputado estadual lamentou o ocorrido e disse que a "Justiça será feita".

"Só nos resta apenas nos lembrar da pessoa boa que foi o Arlindo. Deixar aqui nossa última homenagem a esse cidadão, pai de família, esse jovem trabalhador que perdeu a vida para defender o povo cearense", informou Capitão Wagner, através de um vídeo publicado em sua página pessoal no Facebook


Via G1 CEARÁ

0 comentários:

Postar um comentário